A arte, continuamente, encontra os games. E vice e versa


Hoje teremos a estreia de uma nova editoria no Push Start. Quem disse que Videogame não é arte? Muitas vezes o que absorvemos em um game se transforma em algo totalmente novo. Normalmente, logo após desligar o console, vou buscar novas informações sobre um acontecimento específico. Guerras, civilizações, momentos históricos… Continuamente os jogos eletrônicos me direcionaram para uma nova forma de conhecimento, descoberta e apreciação.

Os games estão contemplando toda uma nova unidade da sociedade criando, assim, um novo meio de discussão cultural, política e atual. Somos parte integrante desse meio catatônico de novidades. Vivemos atolados de informações corriqueiras sobre um segmento crescente e, mais do que nunca, verdadeiro.

Continue lendo