Será o momento para um novo console?


A Sony está mostrando que a sua estratégia focada em longo prazo no Playstation 3, dá  resultados. O aumento considerável da sua base instalada e a aproximação meteórica com o seu concorrente direto, o Xbox 360, são apenas alguns exemplos desse contexto.

Uma das apostas para manter esse crescimento foi a criação do controle de movimento Move. Ao que tudo indica, essa tecnologia é mais complexa do que o Wii Remote (afinal foi projetado após o lançamento do console da Nintendo) e diferente do Kinect, que aposta na ‘ausência’ de qualquer joystiq.

Continue lendo

Anúncios

Sony projeta lucro acima do esperado


A Sony está otimista. O Playstation 3 se estabilizou e um número considerável de bons jogos chegou ao mercado. A desconfiança gerada pela falta desses títulos é coisa do passado. É cada vez mais comum encontrar proprietários do console comentando, satisfeitos, sobre suas aquisições.

Um exemplo claro dessa afirmação está embasado no lançamento de God O War 3. Com mais de um milhão de unidades vendidas logo nos primeiros dias, o game – além de ser exaltado pela crítica (nota 93 no Metacritic), elevou o patamar gráfico dessa geração e aperfeiçoou a jogabilidade dos jogos de ação. A finalização da saga é  item obrigatório na coleção de todos os gamers, independente da plataforma escolhida.

O novo controle com recursos de movimento é outra aposta da gigante japonesa. Certamente seduzirá um bom número de jogadores casuais, assim como o seu concorrente Project Natal, da Microsoft. Caminhando a favor desse princípio, nada mais esperado que uma prospecção de lucro favorável para 2010.

Continue lendo

Metacritic aponta o console com melhores notas em 2009


A eterna disputa entre as plataformas agita o mercado mundial de jogos. Desde os primórdios  da concepção dos consoles caseiros a disputa pela liderança nas vendas e, consequentemente, pelo gostos dos gamers, propiciaram para nós, fãs do gênero, inúmeros produtos focados na diversão.

Quem não se lembra do Atari? Ou ainda do Dactar, lançado pela Dynacon para duelar com o 2600. Master System e Nes foram outros protagonistas de respeito, assim como seus irmãos Mega Drive e Super Nintendo. A evolução tecnológica  permitiu um avanço significativo nos duelos e o que se viu após o ano de 1995 (criação do PS 1, Nintendo 64 e afins) foi mais do que uma briga: se transformou numa epopéia!

Continue lendo