Revista britânica elege os 10 melhores games da família Playstation


A eterna disputa, ou melhor, questão, sobre qual o melhor jogo, independente da plataforma, gera polêmica. Ao longo de todo o ciclo de vida, os consoles recebem uma infinidade de títulos. Uns, podemos dizer que são ótimos. Outros, nem tanto. Entrar na seleta lista dos inesquecíveis é uma tarefa complicada.

Temos na memória aqueles games que nos encantaram; que elevaram o patamar de excelência e que, continuamente, nos arrancou suspiros. Entretanto, o gosto e a lista variam muito de pessoa para pessoa. Corriqueiramente, alguma publicação tenta enumerar aqueles que, no seu conceito, foram os melhores. Dessa vez, a revista britânica Oficial PlayStation do Reino Unido divulgou, em comemoração aos 15 anos da marca, os 10 melhores jogos do universo Playstation. Para chegar a esses números, a revista realizou uma pesquisa com os seus leitores e não foi especificado que os títulos deveriam ser exclusivos para as plataformas.

Continue lendo

Anúncios

Uma pequena lista e um Feliz Natal!


O que podemos sonhar em ganhar do Papai Noel? Bem, minha lista está um pouco inchada. Entretanto, quero dois presentes bem significativos: Um PS3 e uma Tv de Plasma.

Acho que o console da Sony é uma ótima aquisição. Ele é bonito, potente e possui um leitor de Blu ray profundamente competente.

Eu ainda quero jogar “Uncharted 2: among thieves” e contemplar o God of War III em 2010. Outro ponto positivo do console da Sony é a PSN. Gratuita e simples é a base da jogatina online e conduz de forma satisfatória os gamers para desafios mais abrangentes. O preço, hoje, não está elevado. Por R$ 1.200,00 encontra-se, facilmente,  o modelo Slim em milhares de sites (Mercado Livre, por exemplo).

Continue lendo

Grandes produções, grandes negócios?


Ser o melhor. Esse é o maior propósito das  empresas desenvolvedoras de jogos de videogame.  Muitas vezes esse ideal é impossível se ser alcançado pois hoje, normalmente, grandes produções estão atreladas a conquista de prêmios ao redor do mundo.

Os grandes jogos são idealizados para serem consumidos por massas de jogadores e para serem lembrados como ícones do gênero. Infelizmente, poucos conseguem esse feito. Muitas vezes, jogos com menores produções caem no gosto popular e são tão bem vistos que suas questões gráficas e de polimento são deixadas de lado. Vale lembrar de jogos clássicos como Tetris ou até mesmo Tibia.

Continue lendo