[Análise] Confira as análises de Modern Warfare 2, Fifa 10 e Darksiders


Depois de muitas horas de jogatina, segue abaixo o veredicto final referente a três títulos mencionados no Push Start. São eles:

Modern Warfare 2

Primeiras impressões:

“Em primeiro lugar é bom salientar que não sou um fã assíduo de FPS. Não me insiro na jogatina online desse gênero pois, afirmo, não duraria 10 segundos. Contudo, MW2 é primoroso. Na verdade, as duas fases que joguei são espetaculares. Realismo, jogabilidade, controle, dublagem e gráficos… Tudo está muito bem feito.  Não consegui encontrar nenhum defeito ainda. Estou em dúvida se encontrarei…”

Análise final

O realismo é um ponto impressionante na imersão gerada pelos videogames. Vivenciar os sentimentos impostos pelas desenvolvedoras é um momento único. Desde o início da aventura MW2 traz a tona as sensações mais obscuras do ser humano. O gênero FPS, normalmente, já traduz essa situação, pois a visão do campo de batalha é imersiva.

Continue lendo

Anúncios

Jogadores casuais. Sim, eles existem!


Em um universo totalmente hardcore, os jogadores assíduos de videogame recriam seu mundo virtual. A palavra casualidade, certamente, não é vocábulo integrante do seu dia a dia, e as horas a finco diante da tela é algo comum. O crescimento dessa indústria abriu as portas para um novo tipo de gamer, que como todos os outros, possuem características próprias e gosto apurado… Eis que surge o jogador casual!!!

Existem vários pontos para serem discutidos com relação à casualidade, como por exemplo, seu significado. Segundo o dicionário On line, casualidade é algo acidental, acaso. Então jogador casual é aquele que joga por acidente? Complicada essa afirmação. Jogar por acidente  é raramente por as mãos em um controle e, além do mais, torna esses jogadores pessoas que não conhecem os jogos e que pouco se importam com essa forma de entretenimento.

Continue lendo

As primeiras impressões sobre: The Saboteur, MW2, Fifa 10, PES 2010, Assassin´s Creed 2 e Left for Dead 2


Diz o ditado popular que  ‘a primeira impressão é a que fica’. Entretanto, quando o assunto é  videogame, as opiniões referentes aos jogos podem transcender essa afirmação, devido a expectativa criada pelo título e o desenrolar das fases.

Eu já me empolguei várias vezes  com certos jogos e, com o passar do tempo, vi que  não eram nada disso. Hoje sou mais comedido para comentar os primeiros olhares de qualquer lançamento.  Essa análise requer um cuidado absoluto para que, futuramente, a nossa opinião não seja motivo de chacota.

Essa semana voltei a vida e comprei, novamente, um Xbox 360. Nesse meio tempo que fiquei sem o console alguns games chegaram ao mercado e tornaram-se verdadeiras lendas (caso de Modern Warfare 2). Para recuperar o tempo perdido na aquisição do aparelho comprei também seis jogos. Foram eles:  The Saboteur, MW2, Fifa 10, PES 2010, Assassin´s Creed 2 e Left for Dead 2. Vamos agora para as  breves primeiras impressões (sim, estou com um medo grande de me arrepender depois):

Continue lendo